Pular para o conteúdo principal

Postagens

ROCK | CULTURA POP | LIVROS | DISCOS | RÁDIO MUSIKALL | PODCAST | SHOWS

Movidos pelo resgate da memória da cena independente da Bahia, no qual o selo SoteroRec tem feito com o Retro Rocks desde o inicio deste ano e por todas as ações que o cenário também tem feito nesse sentido, decidimos trazer uma compilação especial do nosso site para você que nos acompanha. Em 2017, o Portal Soterorock fez uma série de matérias que destacava alguns dos principais discos de rock lançados na Bahia ao longo dos anos. Essa série se chamava "4 Discos de Rock Baiano" e como o nome sugere, quatro discos eram referenciados nas matérias. Foram ao todo cinco publicações com bandas/artistas de gerações distintas reunidas nesta coletânea. Você vai encontrar aqui pontuações sobre as obras e o mais importante: o registro público sobre elas, para que possam ser revisitadas e referenciadas ao longo dos anos. Passar em branco é que não pode! O aspecto positivo de se visitar essas postagens é a de ver que a maioria das bandas e artistas citados nelas ainda estão em atividade.…
Postagens recentes

Garimpos virtuais. Por Leonardo Cima.

Para quem gosta de musica, garimpar novos sons e novas áreas é sempre uma tarefa prazerosa na qual pode se passar horas e horas madrugada adentro, conferindo bandas, selos e discos. O processo na descoberta de novidades sonoras varia de pessoa para pessoa, claro, cada um tem seu método, desde achar uma capa interessante e a partir dali deixar a própria curiosidade desbravar todo o universo da banda, conferindo seus demais trabalhos, os outros grupos com os quais se relaciona, selo que faz parte, cena que está inserida e por aí vai. Uma coisa vai levando a outra. O caminho inverso também acontece e os conjuntos mais engajados conseguem atravessar o país, mesmo que virtualmente.
As coletâneas também têm o seu papel de importância na apresentação de bandas e é por uma delas que faço a minha primeira indicação dessa matéria. Nordeste em Chamas vol. 1 talvez seja a ação mais significativa da cena independente brasileira neste ano de 2020, uma compilação épica que reúne 101 bandas de todos o…

Low-fi, psicodélico e enigmático. Por Leonardo Cima.

O período de quarentena tem sido propício para expressões artísticas. Vários compositores aproveitaram para criar e lançar trabalhos ao longo desses meses, em um impulso criativo no qual vários sentimentos foram postos para fora. Angustias, reflexões, filosofias existenciais, auto critica e até mesmo a beleza de ver a vida com bom humor são alguns dos sentimentos que mais apareceram, ao menos por aqui em terras baianas. Não diferente de outros lugares, a cena da Bahia frequentemente traz novidades nesse sentido.Em maio deste 2020, o cantor e compositor Leopoldo Vaz Eustáquio lançou um EP homônimo de quatro faixas, o seu primeiro trabalho. Completamente imerso já no período de quarentena, o disco foi feito entre os meses de abril e maio dentro do apartamento do próprio autor, que cuidou de todos os elementos inclusos na obra e contando com a participação especial da Emily Caroline na segunda voz e dos diversos arranjos vocais. Em condições de reclusão, com um violão, um gravador e algu…

Quinto (dessa vez eu contei!) guia de singles de bandas baianas. Por Leonardo cima.

Depois de uma certa espera e de aguardar um pouco para observar como a cena se comportaria na quarentena, enfim está aqui o quinto guia de singles de artistas da Bahia. Segurei a matéria o suficiente para ter uma quantidade boa de materiais disponíveis por aqui e tentei alcançar o máximo deles. Tem de tudo nessa lista, é só rolar para baixo, ler sobre os trabalhos e depois conhecer cada um deles. Certamente algum som ficou de fora e se a sua música não está aqui dessa vez, desde já peço para que entre em contato com a gente pelas redes sociais, para que você e sua banda estejam presentes na próxima seleta.



Kansu Project - 24 Hours
Depois de um longo período de pausa em suas atividades, o duo de eletro pop experimental formado por Caroline Lima e Sérgio da Mata, retornaram com este novo single recheado de batidas dançantes, texturas sonoras e arranjos vocais diversos. 24 Hours promove a vontade de ir direto para a pista, em uma a noite sem fim pegando fogo, em meio a luzes de cores que p…

A cidade baixa e mais um de seus frutos sonoros. Por Leonardo Cima.

A cidade baixa sempre apronta das suas. Ela é uma das várias regiões da cidade de Salvador que possui as suas próprias características peculiares, seja no seu ambiente, atmosfera ou sons. A penísula itapagipana realmente parece um universo à parte dentro da capital baiana e sempre no quesito sons ela não deixa de fornecer novidades dos mais diversos gêneros, principalmente dentro do rock e suas ramificações. É papo de riqueza produtiva nesse sentido, de fato, e negar isso é vacilo. Muita gente já se referiu à ela como a "Irlanda" de Salvador, a"Seattle" de Salvador, a "Perth" de Salvador. Entendo, mas a cidade baixa fica em Salvador, não em outro lugar. Ela é apenas soteropolitana mesmo, faz parte de um todo, contribui para a pluralidade da cena e ajuda a fazer (e a ser) simplesmente Salvador!
Referências a país e cidades à parte, o fato é que mais uma interferência artística da CBX surgiu neste mais recente domingo (02/08/2020). Lançado pelo nosso selo, S…

Como na profundidade do cosmo. Por Leonardo cima.

Bem no começo desse ano, em janeiro, antes de toda essa agonia que nos encontramos, de pandemia e quarentena, a banda soteropolitana Vernal lançou o seu mais recente trabalho, Epicteto. Essa ressalva inicial do período desse lançamento se faz presente pelo fato de trazer uma recordação recente, de se botar na praça algo novo e poder circular livremente por aí pelas gigs e se esbarrar com os seus autores em um palco tocando as suas canções.
Digo isso de maneira geral, até. As produções da cena continuaram e continuam em meio a quarentena, mas esse sabor de presenciar as coisas de perto já começa a pesar, de certa maneira, e visitar esse disco da Vernal também é visitar esse período de cerca de dois meses e meio, ou três (quase!), de liberdade sem restrições que ainda gozávamos. Olhando mais para dentro desse momento, o trio estava vivendo uma boa projeção na cena, com boa frequência de shows e aparição em canais de comunicação alternativa, alguns deles em seus passos iniciais.
O ano pass…

Duas bandas, duas performances. Por Leonardo Cima.

Nesse mês de julho tivemos a honra de poder disponibilizar pelo nosso selo duas apresentações de duas das mais interessantes bandas do cenário local. Incluídas na série Bootlegs Originals, do SoteroRec, a Célula Mekânika e a Jato Invisível registraram com muita competência e felicidade as suas respectivas performances em cima do palco como elas são, extraindo muito bem todas as suas nuances sonoras e atmosfera que costumam gerar em suas aparições. A espontaneidade e a paixão pela música ainda é o grande combustível para bandas como essas, e como é bom ter um gavador ligado na hora em que elas se encontram em ação.
No dia 03/07, chegou o Máquinas Trabalhando, do recém reativado Célula Mekânika, duo formado por integrantes da veterana banda Modus Operandi, Henrique Letárgico e David Vértigo, guitarra e sintetizador, respectivamente. Os dois dividem as programações e os vocais. Segundo trabalho da sua discografia, ele foi gravado ao vivo no evento Quintal do Rock, em 08/03/2020, às vésper…