Pular para o conteúdo principal

Baixista do Retrofoguetes anuncia álbum inédito em carreira solo

Comemorando 18 anos de carreira, o baixista e compositor CH Straatmann apresenta seu primeiro trabalho solo: Efecto Vertigo. Inspirado na sonoridade dos ritmos latinos, o álbum, que se encontra em fase de mixagem, marca o novo momento em sua trajetória artística. 

Efecto Vertigo 
Em nove faixas autorais inéditas, enfatizando gêneros como salsa, mambo, cumbia e até bolero, Efecto Vertigo valoriza o diálogo entre contrabaixo e percussão. As melodias dão suporte para os dois instrumentos em um disco essencialmente acústico. “Minha decisão de realizar este projeto surgiu no início de 2012, depois de um longo período de pesquisas onde passei a ter um contato cada vez maior com a música latina. Tem sido uma experiência maravilhosa e desafiadora transitar por esse universo”, afirma o músico. Produzido por Jorge Solovera e CH, o disco conta com a presença do percussionista Rudson Daniel - conhecido por seu trabalho de destaque na Banda EVA, Daniela Mercury, Lazzo Matumbi e Retrofoguetes - na premiada faixa “Maldito Mambo!” (Chachachá). O violonista e etnomusicólogo Cássio Nobre (Viola de Arame) faz uma participação especial em duas faixas. A arte da capa do CD é assinada pela designer e desenhista Nila Carneiro. Em quase 20 anos de carreira profissional, CH Straatmann acumula um portfólio como baixista, produtor, arranjador e/ou compositor em projetos de artistas de diversos segmentos como Retrofoguetes (Ativar Retrofoguetes!, O Maravilhoso Natal do Retrofoguetes, Chachachá, Dramascope Vol. 1), Dois Sapos e Meio, Joel Justin (EUA), Confraria da Bazófia, Carla Visi, Dois em Um, Diego Orrico & The Blue Bullets, Bestiário, entre outros. 

Carreira solo 
Em 2012 o artista decide apresentar o seu primeiro trabalho solo, ao mesmo tempo em que se prepara para entrar em estúdio para gravar o terceiro disco autoral dos Retrofoguetes (Dramascope Vol. 1). Com Efecto Vertigo CH se propõe a explorar o universo rítmico da música latina, tocando diversos instrumentos. Confirmando a experiência de compositor e contrabaixista versátil, neste disco o músico toca violões, baixo acústico e baixo elétrico, além de assinar a produção e composição de todas as músicas. “Na gravação somos eu fazendo cordas e Rudson Daniel fazendo as percussões. Dois caras e muitos instrumentos! Jorge Solovera comanda a sessão de mixagem, realizando a tal ‘alquimia do som’”, adianta CH.

Popular Posts

O melhor do que eu não escrevi no Portal Soterorock em 2018. Por Leo Cima.

Neste ano de 2018 o Portal Soterorock resolveu tirar alguns dias de folga. Algo próximo a trezentos e sessenta e cinco dias, quase um ano, é verdade. Porém, é fato que, depois de dez anos cobrindo a cena roqueira local, com textos ou podcasts, sem incentivo financeiro algum, o site decidiu que seria o momento certo para dar um tempinho nas atividades daqui, para priorizar e atender a outras demandas não menos importantes. Mas, mesmo distante das publicações, nos mantivemos atentos ao movimento do cenário, observando quem se manteve atuante, seja em estúdio, ou nos palcos.
Muita coisa aconteceu este ano na cena rocker da Bahia, desde discos lançados até uma boa frequência regular de shows na capital baiana, mesmo com um número cada vez menor de casas que recebe o gênero por aqui. E é esse segundo item que ganhará destaque aqui nesta matéria, em uma outra oportunidade falarei sobres os lançamentos baianos de 2018, vamos com calma. O fato é que, fazendo visitas a eventos, seja como um pag…

“As Dez Caras do Rock Baiano” com Rodrigo Chagas (Sputter ou Bubute)

Chegando ao final da sua primeira fase, a série “As Dez Caras do Rock Baiano” traz em sua quinta entrevista uma das grandes personalidades já presente na cena local há muitos anos: o vocalista da The Honkers, Rodrigo Chagas (Sputter ou Bubute, como preferir). Nessa conversa, que foi uma das mais longas e intrigantes dessa série e realizada na época da volta da banda aos palcos soteropolitanos, Rodrigo falou sobre o que chama a sua atenção no cenário, o cuidado que um artista têm que tomar com a sua própria arte, como a quantidade de informação influencia no jeito raso de ser do novo roqueiro e sobre as intenções para o futuro da The Honkers, além de se mostrar como um autor de livros de auto ajuda em potencial. Você já sabe, se ajeite com firmeza na cadeira e embarque nessa entrevista dessa grande figura do rock da Bahia. 
SRP - Como foi ficar um ano longe da The Honkers? 

Rodrigo Chagas - Zorra... Normal, hehe. Cansei na sétima música. 

SRP – O que achou do retorno da The Honkers aos pa…

Discoteca Básica Soterorock Apresenta: Entre 4 Paredes

Dando continuidade na nossa maratona especial da quarta edição do Soterorock Sessions, aqui vai mais uma postagem da série Discoteca Básica Soterorock Apresenta. Dessa vez, trazendo mais uma atração do nosso evento, a banda Entre 4 Paredes. Com diversas influências musicais, que vão do pop rock, até o post punk, passando pelo rock nacional e o gótico, o sexteto traz para essa matéria bons sons que merecem uma audição mais atenta e, junto a eles, as suas relações com cada um desses discos. Pegue carona nas dicas do grupo e deguste cada segundo musical dessa lista!
David Vertigo (tecladista)
Suicide - Suicide


O disco que inventou o cyberpunk antes dele existir. O trabalho de estreia homônino da dupla Suicide (Alan Vega nos vocais e Martin Rev no sintetizador) mostra da forma mais crua possível o que bandas de Industrial, EBM e afins só exibiriam décadas mais tarde:  niilismo, subversão, falta de esperança, ódio, inconformismo... Com timbres minimalistas, baterias repetitivas, vocais nonse…