Pular para o conteúdo principal

Fatos Históricos: Freddie Mercury levou a Princesa de Gales, "Lady Di", a um bar gay.


O renomado vocalista do "Queen", Freddie Mercury, levou a Princesa de Gales, "Lady Di", a um bar gay londrino mascarada de homem. O episódio, ocorrido nos anos 80, é recordado pela atriz e comediante "Cleo Rocos" no livro "The Power of Positive Drinking". Rocos acompanhou o improvável casal nessa noite no Royal Vauxhall Tavern, acompanhada do humorista Kenny Everett, grande amigo de Mercury com quem partilhou amantes e que morreu igualmente de AIDS nos anos 90. 

 Mercury, Rocos e Kenny Everett vestiram Diana Spencer com um casaco militar, um gorro e óculos escuros. Freddie disse a Diana que íam ao "Royal Vauxhall Tavern", um bar gay de Londres de renome na cidade. Diana disse que nunca tinha ouvido falar [do bar] e que gostaria de ir, lembra Rocco. Kenny Everett não concordava com aquela aventura de Diana. "Não me parece uma boa ideia." Não é para você! Aquilo está cheio de gays cheios de cabelos nos peitos...Mas Diana não se sentiu amedrontada. "Quando entramos no bar, achamos que Diana iria ser reconhecida a qualquer momento, porque era obvio para nós que ela era a Princesa de Gales", narra Cleo Rocos. Mas as pessoas a ignoravam, algo que ela adorou.

Popular Posts

Discoteca Básica Soterorock Apresenta: Entre 4 Paredes

Dando continuidade na nossa maratona especial da quarta edição do Soterorock Sessions, aqui vai mais uma postagem da série Discoteca Básica Soterorock Apresenta. Dessa vez, trazendo mais uma atração do nosso evento, a banda Entre 4 Paredes. Com diversas influências musicais, que vão do pop rock, até o post punk, passando pelo rock nacional e o gótico, o sexteto traz para essa matéria bons sons que merecem uma audição mais atenta e, junto a eles, as suas relações com cada um desses discos. Pegue carona nas dicas do grupo e deguste cada segundo musical dessa lista!
David Vertigo (tecladista)
Suicide - Suicide


O disco que inventou o cyberpunk antes dele existir. O trabalho de estreia homônino da dupla Suicide (Alan Vega nos vocais e Martin Rev no sintetizador) mostra da forma mais crua possível o que bandas de Industrial, EBM e afins só exibiriam décadas mais tarde:  niilismo, subversão, falta de esperança, ódio, inconformismo... Com timbres minimalistas, baterias repetitivas, vocais nonse…

Todo dia é dia de rock. Por Leo Cima.

Aconteceu, no final de semana em que se celebrou o dia mundial do rock, o festival Rock Concha 2019. Evento que, neste ano, comemorou trinta anos da sua primeira edição. Houve um hiato de um pouco mais de vinte anos nas suas atividades, porém, há quase uma década, a festa vem acontecendo de maneira assídua a cada ano e já pode ser considerada como certa no calendário cultural da cidade.
Para esta ocasião, a produção do evento apostou em um lineup que propôs fugir de repetir nomes escalados nos anos anteriores, se mantendo atrativo neste sentido e oferecendo ao seu público bandas relevantes na cena nacional e local, com algumas delas há bastante tempo sem vir à Salvador, outras lançando trabalho novo, ou comemorando décadas de estrada. A falta de roadies durante algumas apresentações foi percebida em dois momentos, nos shows da Drearylands e da Alquímea, mas nada que comprometesse o desempenho de ambas no palco!
No sábado, quem abriu o evento foi a Drearylands. Comemorando vinte anos …

As 10 Caras do Rock Baiano - Com a Banda Vômitos, "Punk Rock pra mendigo!"

O Portal Soterorockpolitano foi buscar na cidade de Barreiras os entrevistados da oitava entrevista da série “As 10 Caras do Rock Baiano”, são eles o guitarrista Rick Rodriguez e o vocalista Tito Blasphemer, da banda Vômitos. Nessa entrevista eles falam sobre as condições da cena da sua cidade e do esforço para mante-la ativa, suas influências e a inspiração para as suas letras, além da repercussão do clipe da música “Facada”, que já chegou a mais de 3.000 visualizações no Youtube. Então, ajeite-se na sua cadeira e fique ligado para não tomar uma facada no bucho.
Soterorockpolitano - Como e quando surgiu a banda? Rick Rodriguez - A banda surgiu em 2007, tínhamos um interesse em comum, que era o punk rock, e isso nos motivou a formar a banda na época, começamos tocando músicas dos Ramones, que era nossa banda preferida e logo em seguida começamos a compor, e ter nossas próprias músicas. Tito Blasphemer - Estávamos cansados da cena de nossa cidade, bandas que tocavam apenas covers de banda…