Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2014

Dobradinha do rock – Resenhas dos shows da Teenage Buzz, Van der Vous, Alarde (SP) e Lo Han.

No último sábado, o Portal Soterorockpolitano enfrentou uma situação atípica, que foi a de conferir dois eventos de rock em uma única noite. Os shows em questão aconteceram no mesmo local, no Dubliners Irish Pub, e foram viabilizados por um recurso cada vez mais frequentemente utilizado pela casa: as sessões de matinê. Nesta ocasião, se apresentaram as bandas Teenage Buzz, Van der Vous, Alarde (SP) e Lo Han. A chegada no Rio Vermelho foi mais fácil do que se poderia imaginar, foi até um pouco estranho sair do local de partida no final da tarde, com condução disponível em quantidade para lá e chegar com rapidez. As praças ainda estavam vazias e os tabuleiros das baianas ainda estavam cheios de seus quitutes, com quantidades de sobra para alimentar um exercito inteiro...

Doce ou travessura – Resenha do show “Noite das Bruxas”

Ah, a Bahia! Ah, a cidade de Salvador! Ah, o Pelourinho! Acredito que não há lugar no mundo, no qual possam conviver estilos musicais diferentes em um mesmo lugar e, também, um povo que consiga viver, entender e aproveitar tudo o que possa lhe ser oferecido em termos culturais. O Portal Soterorockpolitano foi ao centro histórico conferir a Noite das Bruxas, evento marcado para ser realizado no Largo Pedro Arcanjo e vimos muito mais coisa do que esperávamos. Na chegada, o Pelô estava tranquilo, com bastante turista, porém com uma circulação de pessoas abaixo do normal para o lugar. Entre uma conversa sobre teorias de realidades quânticas e goles de cerveja...

Quem não foi, perdeu! Resenha do lançamento do cd d’Os Jonsóns

A noite do último sábado foi mais uma noite de rock na qual o Portal Soterorockpolitano mergulhou para saber o que aconteceu de bom na cena, e a ótima da vez foi o show de lançamento do novo disco d’Os Jonsóns, “Epgrafia Completa” (coleção completa dos três EPs do grupo). Cheguei bem a tempo de ver o local enchendo aos poucos, o evento foi bem divulgado pelas redes sociais e a intensificação deste chamariz, na última semana, surtiu um efeito positivo no comparecimento do público. E deu foi é gente! Fãs da banda, curiosos e apoiadores do cenário local, além de novos e velhos conhecidos apareceram por lá, batendo bons papos sobre musica...

"Santo rock que me faz criança!" - Resenha: Lançamento do Video da Van Der Vous.

Ontem às 18 horas resolvi sair de casa e ver a matinê que envolvia uma das melhores bandas soteropolitanas do momento e uma outra veterana que é sempre bom rever, rever e rever...
Van Der Vous, The Honkers e (abrindo o som, o projeto de um homem só: MAPA, do guitarrista Shunga da VDV). Infelizmente não consegui entrar no pub e ver a MAPA. Esse tipo de som nos faz reencontrar velhos amigos do “ROAAACK” e o papo, não vou mentir, estava bom pra caralho. O som de Shunga fica para uma próxima oportunidade, pois ouvi o single na web e gostei muito...

“Deus ajuda a quem trabalha”. - Resenha Callangazoo

É fato que muita gente espera as coisas caírem do céu, na intenção de conseguir o que se quer com mais facilidade, deixando, com isso, de saborear o gosto de cada conquista realizada pelo caminho. Esse não é o caso da banda soteropolitana Callangazoo, um dos grupos mais ativos do cenário local e que lançou neste ano o seu mais recente EP, “Surpresa”. “Deus ajuda a quem trabalha”, já dizem os mais velhos quando se referem aqueles que labutam arduamente para dignificar o seu lugar sob o sol. Frequentemente, há uma apresentação da Callangazoo em algum canto de Salvador e o seu interesse em fazer a coisa acontecer, agrega um bom diferencial ao seu trabalho. Assim como algumas outras bandas, a militância na divulgação de sua obra vai muito alem das fronteiras das redes sociais e é merecedora de um bom alcance. O zelo pela boa produção dos seus EP’s (este já é o terceiro) é mais um indicativo dessa virtude. Contando novamente com a produção do Irmão Carlos, “Surpresa” possui três canções que…

Serie: “Mais uma Cara do Rock Baiano” : Pingo Crust.

Depois de inúmeros pedidos dos nossos leitores, o Portal Soterorockpolitano retorna com mais uma série de entrevistas trazendo aquelas pessoas que estão movimentando a cena roqueira local. Agora sob o nome “Mais uma Cara do Rock Baiano”, iniciamos este trabalho com uma figura veterana e carismática do cenário baiano: Pingo Crust. Em um papo descontraído pela rede social, ele falou sobre como é ser uma banda de um homem só e a sua inusitada formação, a cena rocker e sobre o primeiro cd da Kalmia, que é justamente por onde começamos a nossa conversação...

Resenha do show da Garden: Couve Flor. (+ Invena | Blues Road | Rivermann)

Mais uma noite de rock na cidade e o Portal Soterorockpolitano foi conferir, dessa vez, algo distante das prioridades do site: um evento cuja banda principal era uma banda de covers. Nunca guardei de ninguém o meu desgosto por bandas desse tipo. Respeito as escolhas que cada grupo faz para por em prática a sua proposta musical, mas não enxergo isso como algo necessário para o cenário de qualquer cidade, inclusive o de Salvador.
Para mim, vale muito mais a pena ver um show de uma banda autoral, do que uma outra que presta tributo a uma terceira. Entendo que a existência desses conjuntos está mais ligada ao entretenimento das pessoas que vão prestigia-las...

Os ventos ecoam - Sons vindos do oeste baiano

Sempre quando escuto a um disco da banda Vômitos me vem à cabeça o lembrete do quanto o rock também pode ser divertido quando ele é descompromissado com os aspectos externos de uma banda, como: empresários, gravadoras, rótulos, regras do cenário musical e formulas encontradas em cartilhas para se fazer algo que, em outra época, se fazia pelo simples gesto da atitude de gritar contra aquilo com o que se incomodava.
O mais recente trabalho dos rapazes da cidade de Barreiras, intitulado “O Padre me Estuprou”, transparece essa condição e ainda mantêm firme o caráter ainda mais irônico e sarcástico de suas letras. Ao todo são dezoito músicas, dezesseis inéditas (dentre elas uma cantada em inglês) e duas faixas ao vivo encerrando a sequência do disco, as já conhecidas “Camisa de Abadá” e “Frank” (ambas do antecessor “Punk Rock pra Mendigo”). Este cd também estabelece a formação do grupo como um trio, com o Tito Scuum assumindo o baixo e o George Sthênio se firmando de vez na bateria...

Pitty: É para frente que se anda.

O sudeste do nosso país (mais especificamente os Estados do Rio de Janeiro e de São Paulo) parece sempre ter sido a região alvo dos artistas e das bandas baianas mais saudavelmente ambiciosas e mais bem intencionadas com a longevidade de suas carreiras. Muitas foram para lá e não tiveram um bom êxito, se desfizeram ou foram obrigadas a mudar de formação e retornaram com machucados que cicatrizaram de formas diversas mais tarde. Para outros poucos a situação foi diferente e o exemplo mais notório é o da cantora e compositora baiana Pitty.             Não acho que com ela tenha sido tão somente uma questão de sorte, ou uma simples exceção à regra. A sorte, uma boa assessoria e ótimos contatos são sim elementos importantes para um artista, mas a competência no que se faz, a experiência de palco e a formação musical são aspectos que falam mais alto neste caso aqui. Me lembro de quando escutei pela primeira vez o seu primeiro álbum, o “Admirável Chip Novo” (2003), e do quanto eu me surpreen…

Resenha: segunda noite do 6° Festival Bigbands.

Com os compromissos devidamente atendidos e já aquecido pela noite de rock anterior, voltei ao mesmo local no Rio Vermelho para conferir a segunda noite da sexta edição do Festival Bigbands. Começando mais cedo do que na sexta feira, o lineup continha o maior número de bandas do evento (foram sete ao total), possuindo bandas da capital, do interior e de outros Estados, como Pernambuco e Paraíba.             Antes de começar o som ainda deu tempo de ver o meu glorioso (e sofrível) Bahia brocar o Goiás no primeiro período enquanto eu comia um cachorro-quente do qual eu me arrependi de ter pedido quando chegou à minha mesa. O motivo do arrependimento foi o tamanho imenso do tal, que dava facilmente para duas pessoas. Na verdade eu deveria ter desconfiado do olhar de “você tem certeza que quer pedir isso, achando que sabe o tamanho da coisa?” que a atendente me deu quando solicitei a obra de arte. Com a fome saciada e enviando pensamentos positivos para a Fonte Nova para o meu time não vac…

Resenha: primeira noite do 6° Festival Bigbands.

No ultimo dia 08/08 saímos de casa para conferir um dos mais esperados e importantes eventos da cena rocker baiana a ser realizado esse ano. O primeiro dia da sexta edição do Festival Bigbands apresentava três bandas distintas entre si, porém com boa ascensão no cenário local, que geravam uma expectativa pela noite que estava por vir.             O Rio Vermelho estava razoavelmente bem movimentado, mas nem mesmo uma queda de energia da rede elétrica, que deixou parte do bairro as escuras, diminuiu a ânsia pelo inicio das apresentações dos grupos Van Der Vous, Ayam Ubrais (Ipiaú-BA) e Lo-Han. O trabalho de divulgação do festival foi muito bem difundido, tendo o seu inicio há mais de dois meses, possuiu campanha de crowdfunding no site Catarse, alem de dois eventos que antecederam o festival propriamente dito (o Warm Up Bigbands e o Faustão falando sozinho convida Festival Bigbands). Mesmo com tantas ações, o publico deixou de comparecer em maior número. A noite prometia boas performance…

O azul é profundo, creia!

 "Está sendo lançado essa semana o “Azul Profundo”, o mais novo álbum do Reverendo T e Os Discípulos Descrentes. Liderado pela figura já presente há muito tempo na historia do rock local, Tony Lopes se supera com as seis músicas contidas neste disco que chama a atenção por se diferenciar em termos de sonoridade em relação ao seu antecessor, por possuir um aspecto mais orgânico."
            Os sussurros, a melancolia, as verdades, o azul e a profundidade estão presentes nesta nova investida do cantor e compositor. Desta vez, ele está acompanhado pelo Felipe Britto (guitarras), Jorge Afonso (violão e guitarras) e pelo Wilson PDM (bateria), além deles o disco também contou com a produção do Irmão Carlos. O cd tem uma veia blues muito forte, mas vai muito mais além desse aspecto...

Duas bandas como uma só

Vendo os créditos do cd split contendo as bandas Teclas Pretas e Tanpura percebe-se algo em comum entre ambas. Esse elemento de interseção é a presença do cantor e compositor Glauber Guimarães, um já veterano da cena local que de tempos em tempos lança um trabalho novo no cenário. Diga-se de passagem, um novo trabalho feito com cuidado e qualidade e sempre com o acompanhamento dos músicos Jorge Solovera e Murilo Goodgrooves. Este cd, intitulado “Split 2013”, é a mais recente investida musical das bandas e traz quatro canções de cada uma, mas que poderiam funcionar muito bem como oito músicas de um grupo só. Não que não houvesse uma diferença entre o som de cada um dos dois projetos, mas a proximidade sonora deles vai além de possuírem um mesmo integrante presente em cada processo criativo. O que se ouve no split é um som que transita pelo psicodelismo, pelo rock indie e o britpop da década de noventa, alem de haver referencias escancaradas aos Beatles...

Punk rock sem parar um segundo sequer

O ano de 2014 tem trazido bons lançamentos de discos de bandas do rock local. Já passaram por aqui grupos psicodélicos e pesados, tristes e bem humorados, cada um com sua particularidade, mas há uma banda em particular que já estava sendo aguardada pela expectativa da chegada do seu mais recente álbum de inéditas. A banda é a Pastel de Miolos, que traz o seu novo disco: “Novas Ideias, Velhos Ideais”.             A PDM vem vivendo um bom momento em sua carreira. No ano passado ela ganhou um belíssimo e eclético tributo em homenagem aos seus dezoito anos de estrada, participou do tradicional festival goiano Porão do Rock e a sua frequência de shows está cada vez maior, com apresentações pelo interior da Bahia e pelo nordeste. Coroando essa sua boa fase, neste exato momento em que escrevo esse texto, a PDM embarca rumo ao leste europeu para a sua primeira turnê internacional, que passará por países como Finlândia, Letônia, Estônia, Lituânia e Polônia...

Cascadura anuncia lançamento de clipe da música O Delator

"O clipe terá estreia oficial dia 31 no site da revista Rolling Stone Brasil e show comemorativo no Portela Café, dia 2 de agosto" No próximo dia 31, a banda Cascadura lança o clipe da canção “O Delator”, que tem direção de Glauco Neves e Carlos Faria. Este é o segundo clipe do mais recente álbum da banda, “Aleluia” (2012), com o qual venceram o Prêmio Dynamite de Música Independente na categoria Melhor Álbum Pop de 2013. O primeiro clipe do álbum foi da música “Soteropolitana”, lançado em janeiro de 2012. “Soteropolitana” é uma grande homenagem e também uma provocação às abordagens estereotipadas da cidade de Salvador. Mas além de pautar a história e dinâmica da capital em suas músicas, Fábio Cascadura, cantor da banda eautor de todas as canções da sua discografia, também gosta de lidar com aspectos negativos da existência humana, e é por aí que caminha a música “O Delator”...

Seguindo com a navegação: André L. R. Mendes

No último dia quinze de julho o cantor e compositor André L. R. Mendes comemorou mais uma primavera e, como parte de seu projeto musical, também lançou o seu mais recente trabalho, o disco ‘Surf Budismo’. Para quem ainda não sabe, o seu projeto consiste em lançar um novo álbum de inéditas a cada aniversário no qual ele completa mais um ano de vida e este já é o quarto da sua discografia solo. Desta vez, André decidiu trabalhar sozinho na produção do cd, no melhor espírito “do it yourself”. Todo gravado em um IPad e em sua própria casa, com instrumentos analógicos e com aplicativos de música do próprio aparelho, ele batizou o processo como “selfie”,
sendo esse um auto retrato musical do próprio artista sem que houvesse a interferência de outras pessoas na sua composição. Além desse fato, seria injusto não falar também da divulgação do disco que ocorreu na rede social. Frequentemente o seu “work in progress” ia sendo divulgado no Facebook, uma canção inédita e a capa do álbum foram dispo…

Declinium: Uma passagem para Marte

Marte pode ser um lugar legal. Em certos momentos nos quais se deseja estar longe de tudo e de todos aqueles que podem nutrir sentimentos tristes e melancólicos, fazer uma viagem para o planeta vermelho pode ser uma opção para aliviar ou anular essas sensações. O Dr. Manhattan (icônico personagem de Watchmen, do Alan Moore) preferiu fazer isso para se isolar, tentar refletir e até esquecer de si próprio.
            É nesse embalo, com um rock triste dos bons que a banda Declinium lança o seu mais recente trabalho, o EP “Marte”. Sem receio algum de soar dessa forma, o grupo originado da Região Metropolitana de Salvador investe muito bem nas influências de seu som, que vão do rock depressivo...

Atiradores de elite da cidade baixa | Búfalos Vermelhos e a Orquestra de Elefantes

Cavernas! O som da bateria parece realmente ter sido captada das cavernas, com alguma tecnologia que possibilitasse uma viagem no tempo e gravasse o som que ficou registrado nesse disco. A guitarra, tão bem elaborada e cristalina que a imagino sendo tocada no pico da mais alta montanha, com os seus riffs ecoando pelos vales afora e chegando nos mais longínquos lugares. Não haveria introdução melhor para fazer sobre a Búfalos Vermelhos e a Orquestra de Elefantes, novo trabalho dos irmãos Jamil Jende e Thiago Jende, senão descrever um pouco do que é a sonoridade dos rapazes neste EP de estreia que contêm quatro canções. Produzida pelo Irmão Carlos, pelo Beto Melo e pelos próprios inegrantes, a banda se assume como um duo mas não deixa de lado o baixo...

Professor doidão e os aloprados: Juntando os mundos

"EP de estreia do Professor Doidão e os Aloprados diverte com sabedoria."

As manhas da vida não se aprendem na escola. Muito menos as do rock’n roll! E é nesse clima que o Professor Doidão e os Aloprados descarregam toda a energia sempre jovem do rock, misturada com a experiência de quem viveu e vive essa vertente musical tão presente ao longo de décadas. Durante os 13’46” do EP “Quero Reunir os meus Mundos”, a banda liderada pelo Isaac Fiterman diverte o ouvinte com canções que remetem a raiz do rock, também com referencias mais recentes e conta com um time de figuras...

"As 10 caras do rock baiano" com: “Oreah Chinaski” vocalista e baixista da Declinium

Oreah defina pra mim o que é lançar um disco falando de existencialismo na atual cena de rock da cidade? Cara , pra gente é meio que natural porque talvez esse seja justamente o nosso diferencial, outro dia fomos tocar em candeias e um cara na plateia disse que a gente era a banda mais dramatica que ele já tinha visto, (Risos).
O que "Marte" trás de novo?Uma preucupação maior com os arranjos e letras acho que rolou uma evolução legal no trabalho, aquele lance de se firmar com nossa propria cara, sempre tive trauma de gravar, mas esse disco pra mim foi o que fiquei mais confortavel fazendo e a ideia é sempre passar o que a gente tá sentindo. Acho que fomos bem sucedidos nesse aspecto.

Noite de chuva, porém quente e experimental

"Shows de aquecimento para o 6° Bigbands preparam a sua chegada."

Mais uma vez a equipe do Portal Soterorockpolitano adentrou na noite da cena rocker da cidade para conferir, desta vez, o Warm Up Bigbands, o aquecimento de um dos mais importantes festivais da Bahia, o Festival Bigbands. Chegando nesta ocasião a sua sexta edição, depois do hiato de um ano, o evento ressurge com uma grade de atrações que traz grupos da capital e do interior da Bahia, além de bandas da região nordeste e do centro-oeste e alcança, em seu ápice, quatro dias em dois finais de semana do mês de agosto (dias 08, 09, 14 e 16). Antes, no dia 03/08, o evento acontece no projeto Faustão Falando Sozinho, no Espaço Cultural Dona Neuza (no Marback) e é o único momento a ocorrer fora do Dubliners Irish Pub.
O Rio Vermelho, na noite deste último sábado, parecia o Pelourinho em dias de carnaval. Foi confuso, confesso! O lugar estava mais cheio que o normal e realmente lotado de gringo e de gente que passava dos …

Psicodelismo, coragem e fuga soteropolitana!

“La Fuga”, o aguardado primeiro disco da Van der Vous não faz feio!
Há mais ou menos um ano atrás a banda Van der Vous lançou na web o seu primeiro trabalho, o single “High”, e deixou os fãs de rock psicodélico animados com a novidade surgida naquela época. As duas músicas que estavam contidas no single indicavam um diferencial na qualidade da banda, uma vez que possuíam uma boa sonoridade e elementos essenciais para um grupo dessa vertente.
Isso foi o suficiente para criar uma grande expectativa pelo novo passo dos rapazes. Desde “Mind Changes” e “I Get High”...

Festivais: VI Festival Bigbands em 2014

O festival Bigbands é um dos principais fomentadores e fortalecedores do cenário de rock baiano, firmando-se como um importante e representativo evento no universo musical brasileiro. Obtendo sucesso em suas últimas edições, as quais contaram com palestras e shows de alta qualidade, além da abertura do diálogo entre produtores, bandas e empresários diretamente ligados a cena independente de todo o país, o Festival causou impacto, enriquecendo e fortalecendo a cena independente da Bahia e do Brasil.

Resenha: 4Way Split, CD Split das bandas Riiva, Pastel de Miolos, Agressivos e Derrube o Muro.

O uso do cd split, no cenário roqueiro independente mundial, tem sido uma prática adotada pelas bandas de rock que nele circulam desde meados da década de oitenta. Para quem ainda não está familiarizado com ele, o cd split é um compacto lançado por duas ou mais bandas na mesma prensagem, com o intuito de ampliar o alcance de divulgação de cada uma delas. É com essa proposta que os selos Brechó Discos e Bigbross Records lançam o seu mais novo material, o álbum 4Way Split, que inclui as bandas Riiva (Finlândia), Pastel de Miolos, Agressivos e Derrube o Muro.

Um dia no Palco do Rock, a segunda feira de carnaval.

Já se passou mais um carnaval nesta nossa amada e ao mesmo tempo odiada cidade e, como já é de costume, aconteceu mais uma edição do tradicional Palco do Rock. Como fazemos em todos os anos, desde que o Portal Soterorockpolitano existe, escolhemos um dia na sua programação para conferir como foi a celebração rocker que já acontece há vinte anos dentro da festa de momo. O dia escolhido foi a segunda feira de carnaval e rumamos direto para o Coqueiral de Piatã para conferir o terceiro dia da festa.             A viajem de ida (e de volta) até o local é massacrante. Qualquer lugar parece ser distante de Piatã, tenha o roqueiro partido da Federação, da Cidade Baixa ou de Camaçari, parece que você nunca vai chegar.

Resenha de Shows: "Van Der Vous Experience!"

Tarde/Noite de sábado prometia um happy hour rocker com a turma da Van Der Vous na barra. E foi exatamente isso o que aconteceu! Fui na ilustre companhia de duas amigas, que aceitaram o desafio de desbravar o rock soteropolitano, em noite de show do Elton John na fonte nova. Fase de mudanças também, na engenharia de trafego da cidade, (Não quero entrar em detalhes pra não estragar a resenha, mas quem quiser saber é só tentar dar um giro na cidade e estacionar o carro).
Chegamos ao porto da barra por volta das 18 horas e foi fácil identificar o local do som, já que na porta, existia aquela velha “muvuca” com camisas pretas e visual descolado. Grupo não identificado por mim, já que neste momento me sentia um "tio do rock", vendo toda aquela galera novata. Mas vá logo esquecendo o preconceito bobo, não me incomodo nem um pouco quando o rock “daqui” mostra novas caras e renove o seu público. É gente tomando coragem de aparecer nos shows pra prestigiar as bandas e isso fomenta o…

Resenha: Rivermann, EP de estreia da banda Rivermann

Não é de agora que se sabe da qualidade das bandas da região metropolitana de Salvador e o quanto várias delas vêm se destacando no cenário rocker baiano. Muito disso se deve ao empenho, realizado por cada uma delas, de fazer a música que gosta e na qual acredita. É com essa condição que a banda Rivermann surge na cena com o seu EP de estreia lançado pela Brechó Discos, o homônimo Rivermann. Com sua origem em Camaçari, o grupo gravou cinco faixas autorais fortemente influenciadas pelo rock indie da década de 1990 e esse é um aspecto já perceptível antes mesmo de colocar o disco para tocar no cd player. O encarte, muito bem trabalhado por sinal, ajuda muito no clima do disco que o ouvinte está prestes a ouvir e traz referencias a essa vertente do rock com a aparição dos discos do Sonic Youth e do Radiohead na sua contracapa. Sob olhares cuidadosos de bateristas na sua produção (Maicon Charles, ex-Weise), na gravação e mixagem (Leo Marinho, The Honkers), além da masterização (Jera Cravo, …

Resenha: Novo EP da banda INVENA

Veteranos da cena rocker local desde os anos 1990, a Invena, entre uma pausa nas suas atividades e uma temporada de reuniões bem sucedidas, ganha fôlego a cada aparição que faz. No mais recente retorno do grupo, eles inspiraram mais profundo e pegaram mais gás para lançar o seu mais novo trabalho ainda no ano de 2013, o EP Invena, em meio a apresentações pelos vários cantos da cidade (principalmente no Carmo) e em meio a parcerias artísticas.             Com a produção da própria banda, o disco possui uma veia pop muito forte, com canções de grande potencial radiofônico e detentoras de uma miscelânea de estilos que é característica dessa vertente do rock e que podem cair bem nos ouvidos daqueles que querem se divertir em uma noite de sábado quente de verão, ou de qualquer outra estação...

Banda Rivermann lançamento do EP e Vídeo Clipe

Não é a toa que as coisas acontecem quando se lança um bom trabalho. Aconteceu assim com a banda Rivermann. Mesmo sendo uma banda relativamente nova na cena de rock baiano, já chega deixando a sua marca. Os caras estão encabeçando a lista do site Elcabong entre os 15 melhores álbuns de música lançados na Bahia (Detalhe, foi uma curadoria aberta ao público com votação pelo facebook)...

Pós-Punk soteropolitano produzindo em alta!

Quem se arriscar a desbravar o mundo do pós-punk/ gótico que a Bahia produz, pode começar com nomes como MODUS OPERANDI, DESRROCHE, JARDIM DO SILÊNCIO e desde alguns anos atrás também com a LATROMODEM.
Estes nomes citados escrevem a historia dessa vertente as vezes tão obscura da nossa música. Gente extremamente inteligente e que não se vende fácil ou se influência por tendências modistas. É bastante complexo chegar a um entendimento direto da arte dessa galera, pois, existe uma certas complexidade sonora, sempre recheada de letras que falam diretamente do caos, desilusões com a humanidade entre outros temas sombrios...

Sanguinho novo 2014 - Cascadura e Falsos Modernos

Cheguei no centro da cidade por volta das cinco horas da tarde, "climinha" “Happy Hour”, acompanhado da minha esposa, (Primeira experiência dela com a banda Cascadura). Paramos no mirante do elevador Lacerda para dar um tempo e apreciar a saudosa Bahia de todos os santos. O sentimento bate forte pela cidade quando você reencontra uma paisagem tão exuberante. Só os olhos e a experiência presencial poderão te fornecer essa informação. Não adianta procurar no google maps (Quando quiser um lugar para contemplar a sua cidade, recomendo!).

Nos primeiros minutos do dia! – Show de lançamento do single Sex, Drugs and Music, da Lo Han e com a abertura de Camarones Orquestra Guitarrística.

Mais uma noite de imersão no cenário rocker soteropolitano feito pelo Portal Soterorockpolitano. Novamente o Rio Vermelho era o local do evento que fomos conferir e ele estava movimentado como uma verdadeira noite calorenta de sábado em um janeiro igualmente quente, com muita gente, muita musica que se misturava pelo ar e até muita diversidade artística (cheguei a pensar que um malabares flamejante quase iria me atingir quando estava distraído, mas tudo bem)...

Resenha: “Aquele que Superou o Fim dos Tempos”, banda Weise.

Um dia desses, estava eu escutando o primeiro trabalho dos caras da Weise, o EP “Fora do Céu”, e me lembrei do dia em que, ainda enquanto banda, atendemos ao convite dos rapazes para abrirmos o show de lançamento do referido disco. Enquanto a banda tocava, me chamava a atenção o fato do grupo ser intenso e cheio de personalidade, mesmo com a aparente timidez do Paulo Diniz e do Leonardo Freitas naquele momento...

O retrospecto do que passou por aqui em 2013

O ano de 2013 foi movimentado para o cenário local, com bandas lançando seus trabalhos e, consequentemente, fazendo shows que esquentaram as noites soteropolitanas. Muitas delas passaram pelo Portal Soterorockpolitano sendo citadas por conta das apresentações que fizeram, por conta das entrevistas que nos concederam e também pelo fato de expor por aqui as suas gravações. A seguir, tentaremos, com um breve resumo, mostrar os grupos e artistas que tiveram seus trabalhos lançados ou que tiveram uma projeção significativa no cenário nesse ano...