Rádio Soterorock ao Vivo!

Em ondas calmas.*


            Mais uma primavera chegou para o André L. R. Mendes e com ela mais um disco para contabilizar na sua inspirada carreira solo. Arquipélago é o quinto cd que o ex-integrante do Maria Bacana acaba de lançar e está preenchido por nove canções com as ja conhecidas leveza e sutileza há muito presentes nas composições do cantor.

            De sua geração, André é um dos artistas mais produtivos na cena tendo lançando um disco a cada ano já há meia década, e que faz do seu trabalho algo significativo e cheio de sentido, e não um passatempo introspectivo. Acredito que a sua música também seja um bom passatempo para ele enquanto o mesmo a faz, mas não é algo que ele guarde sob sete chaves, ou que se sabote com ela.

            Novamente produzido por ele mesmo e utilizando os mesmos recursos que o disco anterior (instrumentos orgânicos, programação de bateria e um iPad), Arquipélago consegue se diferenciar do seu antecessor por dar mais destaque para os instrumentos de corda. Em "Leveza", a primeira a ser disponibilizada na web, a similaridade com Surfbudismo (2014) ainda é bem forte, já em "Casa" o novo trabalho começa a se diferenciar já com a inclusão de um ukelele e com uma ótima letra de boas vindas. Em "As Palaveras Andantes" os sintetizadores e as programações voltam de forma discreta, mas as cordas se mantêm no primeiro plano.

            "Passarinho" tem uma bela melodia bem influenciada por composições beatle e "O Martelo do Tempo" guarda algo hispanico nas suas entrelinhas e um solo de guitarra suave que é bom de escutar mais de uma vez. Em "A Hora de Nascer o Amor" e "O Amor Não se Perde" o cd tem a sua passagem mais romantica, sendo a primeira um pouco mais intimista e a segunda possuindo uma boa base de baixo e bateria, e que vai ganhando um climax maior até o seu final, sendo assim um bom potencial radiofonico. O disco se encerra com "Coração Bater", música assobiável que lembra uma canção de ninar e que possui um ótimo e inspirado solo de violão.

            Arquipélago pode agradar aquele que é grego ou que é troiano, que é de direita ou de esquerda, e mostra uma evolução natural nas composições do André L. R. Mendes. A temátia do amor é algo recorrente em seus discos e cai muito bem nos ouvidos das pessoas em tempos de extremismos. Outra caracteristica que não foi deixada de lado aqui é a atmosfera calma das músicas que está presente o tempo todo. É uma boa trilha para um final de tarde ou dias de chuva fina. Para quem procura muita agitação este não é o caminho a ser seguido, mas se preferir seguir pode gostar do que vai ouvir.

Conheça a música de Andre L. R. Mendes: http://www.andremendesmusica.com.br/


*Matéria originalmente publicada em 23/07/2015
Share:

Online

Bandas

32 Dentes 4 Discos de Rock Baiano 4ª Ligação A Flauta Vértebra Aborígines Acanon Ádamas Almas Mortas Amor Cianeto André dias André L. R. Mendes Anelis Assumpção Antiporcos Apanhador Só Aphorism Aqui tem Rock Baiano Aurata Awaking Baiana System Bauhaus Bilic Black Sabbath Blessed in Fire Blue in the Face Boogarins Búfalos Vermelhos e a Orquestra de Elefantes Buster Calafrio Callangazoo Carburados Rock Motor Cardoso Filho Carne Doce Cartel Strip Club Cascadura Casillero Céu Charles Bukowski Charlie Chaplin Chuva Negra Cidadão Instigado Circo de Marvin Circo Litoral Cólera Dão David Bowie Declinium Derrube o Muro Desafio Urbano Desrroche Destaques dez caras do rock Documentário Downloads Du Txai e Os Indizíveis Duda Spínola Enio Entrevistas Erasy Eric Assmar Espúria Eva Karize Exoesqueleto Festival Filipe Catto Free?Gobar Fresno Fridha Funcionaface Game Over Riverside Giovani Cidreira HAO Heavy Lero Hellbenders Ifá Incubadora Sonora Ingrena Invena Inventura Irmão Carlos Ironbound Jack Doido Jackeds Jardim do Silêncio Jato Invisível Kalmia Kazagastão KZG Lançamentos Latromodem Lee Ranaldo Limbo Lírio Lo Han Locomotiva Mad Monkees Madame Rivera Mais uma Cara do Rock Baiano MAPA Marcia Castro Maria Bacana Maus Elementos Messias Modus Operandi Motherfucker Mulheres Q Dizem Sim Murilo Sá Nalini Vasconcelos Neurática Not Names Novelta O Quadro O Terno Old Stove Olhos Para o Infinito Órbita Móbile Organoclorados Os Canalhas Os Elefantes Elegantes Os Jonsóns Os Tios Overfuzz Ozzmond palco do rock Pancreas Pastel de Miolos Pesadelo Pirombeira Pitty Portal Pós-punk Prime Squad Programas Quadrinhos Rattle Resenha de discos Resenha do cd Reverendo T Reverento T Rivermann Rock Rock Baiano Rock Baiano em Alta Rock de camaçari Ronco Scambo Show Shows Shows. Cascadura Siba Singles Soft Porn Sons que Ecoam Squadro Subaquático Super Amarelo Surrmenage Tangente Teenage Buzz Tentrio Test The Baggios The Cross The Honkers The Pivos Theatro de Seraphin Thrunda Titãs Tony Lopes Tsunami Universo Variante Úteros em Fúria Vamoz! Van der Vous Vende-$e Vivendo do Ócio Wander Wildner Weise Wry

Matérias

Antigas

Mais Populares

Resenhas