Rock e primavera.*


            Na última sexta feira a estação das flores finalmente chegou e para celebrar a sua presença as bandas Cartel Strip Club e Callangazoo se apresentaram no evento Primavera Rock, que aconteceu no Dubliners Irish Pub. Com bandas que combinam bem com a atmosfera da estação, fui conferir o que cada uma delas preparava para a festa.

            A chegada foi bem no momento marcado para começar o som, mas houve um certo atraso e isso acabou dando espaço para bons papos e até mesmo uma inesperada batalha de poemas onde o "desafiante" (um rapaz que apareceu do nada) saiu vencido por ter recitado uma obra de um outro autor, enquanto o "desafiado" (Leo Abreu, baterista da Callangazoo), recitou dois da própria autoria. Dois a um de virada no placar final e o derrotado ainda saiu queixando para o seu oponente um copo de cerveja.

            Ainda com pouco público no local a banda Cartel Strip Club abriu a noite com o seu indie de fácil assimilação. O septeto tocou um repertório totalmente autoral e com músicas cantadas em português e em inglês. Não foi muito diferente da sua apresentação anterior no Pelourinho, mas se diferenciou pela qualidade sonora do palco onde dava para escutar melhor as letras e cada instrumento. O bom ritmo do show foi se mantendo mesmo nos momentos em que guitarristas e baixista reversavam os seus instrumentos, porém houve uma quebra nesse ritmo quando o baterista resolveu ir ao banheiro no meio da apresentação. Isso já foi quase no fim e não comprometeu a performance do conjunto.

            Na sequência e encerrando a noite, a Callangazoo subiu ao palco para tocar o seu rock ensolarado e dar boas vindas a primavera. Já havia muito tempo em que devia uma visita no som dos rapazes e foi uma boa primeira experiência. A banda bem entrosada é muito fiel as suas gravações, tocando um setlist focado, em sua maioria, nas suas canções autorais de seus cinco trabalhos lançados. Foi percebido também que o grupo sabe utilizar covers a seu favor, tocando versões próprias de músicas de outros artistas que se encaixaram bem na apresentação. Teve de Raul Seixas a Mutantes, todos eles possuindo conexões com Tereza Surpresa, Brinquedo e Dipatchara, que foram canções que se destacaram no repertório dançante e groovado do quarteto. No final teve muita gente dançando, suando e pedindo bis. Quem não foi desta vez não deixe de ir na próxima.

            Terminada a festa, o caminho de casa era longo e precisava ser seguido. Sabia que veria alguma reprise do Rock in Rio quando chegasse. Dito e certo. A tv não passou nem dois minutos ligada. Foi bem melhor ter saído de casa.


*Matéria originalmente publicada em 22/09/2015.
Share:

Online

Bandas

32 Dentes 4 Discos de Rock Baiano 4ª Ligação A Flauta Vértebra Aborígines Acanon Ádamas Almas Mortas Amor Cianeto André dias André L. R. Mendes Anelis Assumpção Antiporcos Apanhador Só Aphorism Aqui tem Rock Baiano Aurata Awaking Baiana System Bauhaus Bilic Black Sabbath Blessed in Fire Blue in the Face Boogarins Búfalos Vermelhos e a Orquestra de Elefantes Buster Calafrio Callangazoo Carburados Rock Motor Cardoso Filho Carne Doce Cartel Strip Club Cascadura Casillero Céu Charles Bukowski Charlie Chaplin Chuva Negra Cidadão Instigado Circo de Marvin Circo Litoral Cólera Curumin Dão David Bowie Declinium Derrube o Muro Desafio Urbano Desrroche Destaques dez caras do rock Documentário Downloads Du Txai e Os Indizíveis Duda Spínola Enio Entrevistas Erasy Eric Assmar Espúria Eva Karize Exoesqueleto Far From Alaska Festival Festival Soterorock Filipe Catto Free?Gobar Fresno Fridha Funcionaface Game Over Riverside Giovani Cidreira HAO Heavy Lero Hellbenders Ifá Incubadora Sonora Ingrena Invena Inventura Irmão Carlos Ironbound Jack Doido Jackeds Jadsa Castro Jardim do Silêncio Jato Invisível Kalmia Kazagastão KZG Lançamentos Latromodem Leandro Pessoa Lee Ranaldo Limbo Lírio Lívia Nery Lo Han Locomotiva Mad Monkees Madame Rivera Mais uma Cara do Rock Baiano MAPA Marcia Castro Maria Bacana Maus Elementos Messias Metá Metá Modus Operandi Mopho Motherfucker Mulheres Q Dizem Sim Murilo Sá Nalini Vasconcelos Neurática Not Names Novelta O Quadro O Terno Old Stove Olhos Para o Infinito Órbita Móbile Organoclorados Os Canalhas Os Elefantes Elegantes Os Jonsóns Os Tios Overfuzz Ozzmond palco do rock Pancreas Pastel de Miolos Paul McCartney Pesadelo Pio Lobato Pirombeira Pitty Portal Pós-punk Prime Squad Programas Quadrinhos Quartabê Radioca Raimundo Sodré Rattle Resenha de discos Resenha do cd Resenhas Reverendo T Reverento T Rincon Sapiencia Rivermann Rock Rock Baiano Rock Baiano em Alta Rock de camaçari Ronco Scambo Show Shows Shows. Cascadura Siba Singles Soft Porn Som do Som Sons que Ecoam Soterorock Squadro Subaquático Super Amarelo Surrmenage Tangente Teenage Buzz Tentrio Test The Baggios The Cross The Honkers The Pivos Theatro de Seraphin Thrunda Titãs Tony Lopes Tsunami Universo Variante Úteros em Fúria Vamoz! Van der Vous Vende-$e Vivendo do Ócio Wado Wander Wildner Weise Wry

Matérias

Antigas

Mais Populares

Resenhas