Rádio Soterorock ao Vivo!

Rock verdadeiro.*


Mais outra noite de vento frio e chuva na capital baiana e mais uma boa oportunidade de se livrar do edredom e sair de casa para conferir mais um som de rock autoral. Dessa vez fui conferir um evento que já havia visitado anteriormente, o Rock Squad, evento periódico do gênero na cena, que se encontrava na sua segunda edição e que tem como princípio movimentar o cenário local sempre levando ao palco quatro bandas locais, tendo nos seus cartazes temas referentes a ficção científica no cinema. Dessa vez, os cartazes foram recheados por referências a Star Trek e as atrações foram mais aguardadas do que blockbusters em fim de semana de estreia.

Na chegada, o lugar ainda estava um pouco vazio, uma das bandas passava o som e se preparava para o início da sua apresentação. O público foi chegando aos poucos e o ambiente foi ficando mais agradável com rostos familiares circulando pelo lugar se misturando com outros rostos não conhecidos, o que é algo bem interessante de se ver. Do início ao fim, as conversas giraram em torno da música, da cena e de como nunca ter se identificado com o visual das bandas de hard rock farofa da década de oitenta, menos pelas baladas. Essas sim não passaram despercebidas. O bom humor dos grupos que se apresentaram também foi uma boa marca de um lineup com ótimas performances.

Quem abriu o evento foi a banda Os Tios. Ainda não a conhecia ao vivo e a primeira experiência com o trio foi interessante. O som dos rapazes transita entre o hard rock e o pop das décadas de 1980 e 1990, com vocalista bastante original em sua voz (algo difícil para se ter dentro da proposta do som do conjunto) e com repertório feito com autorais, além de algumas versões de outros artistas. Os músicos se saíram muito bem ao vivo e esquentaram o lugar para quem chegava para ver o evento, tocaram canções do seu primeiro disco, Para Onde as Coisas se Vão..., e músicas novas que estarão no próximo cd a ser lançado ainda esse ano, excelentes por sinal.

O seu show ainda contou com a participação do Emanuel Oliveira (Jack Doido) nos vocais da versão forte de Acrilic on Canvas, da Legião Urbana. Depois deles a Novelta, de Feira de Santana, subiu ao palco do Taverna para executar o seu auto intitulado agreste rock. Assim como na semana anterior, os rapazes despejaram uma apresentação objetiva e cheia de energia, sem canseira e com alguns bons breves diálogos com a audiência, que era mais cheia nessa hora. A empolgação foi grande na performance e o bom entrosamento dos integrantes foi algo extra a se apreciar. Santa Poeira e a nova Estrada formaram dois ótimos momentos na apresentação do quarteto feirense.

De Lauro de Freitas e também com disco novo à caminho, a Jato Invisível mandou bem com o seu punk rock de primeira qualidade. A banda tocou antigas canções do seu repertório e outras novas que vêm aparecendo no seu setlist nas apresentações meias recentes, foi mais uma ótima apresentação da noite com o conjunto concentrado e ao mesmo tempo à vontade no tablado. Ainda teve a participação do Shinna Voxzelicks e Anderson L. (vocais da Pancreas e Os Tios, respectivamente) em Remédio e do Matheus Cazé (vocal da Intrusos) em uma das canções finais. Foram direto e reto, sem firulas e animou quem estava por lá. Encerrando a noite, a Declinium fez mais uma apresentação memorável. Uma das melhores bandas da cena fez mais um show acima da média e conquistou corações e mentes de quem estava no evento.

O repertório do quarteto de Camaçari foi bem interessante, na dose certa para quem foi vê-los novamente, para que estava vendo o grupo pela primeira vez e para si próprio. A boa performance da banda é algo que parece que sempre se fará presente com ela em cima do palco, diante da quantidade de composições que possui e da entrega de cada integrante a sua música. Canções novas foram tocadas nesta ocasião, como Dias Ácidos (com uma pegada psicodélica garageira sessentista) e Velho Homem (essa mais guitar band e com um indivíduo na plateia mais empolgado em querer escuta-la), Marte teve a sua interpretação original revela e Fênix emocionou os seus admiradores mais fervorosos. Foi bonito mais uma vez.


No fim, público e bandas se confraternizaram em cumprimentos de despedida para voltar para casa e de satisfação da alma através da música. Algumas fotos que foram tiradas registraram bons momentos dessa passagem e quem não foi, certamente perdeu uma boa oportunidade de ver quatro ótimas apresentações em uma só noite, com bandas autorais do interior, da capital e região metropolitana. Foi rock verdadeiro no Rock Squad 2 e que venham as próximas edições.


*Matéria originalmente publicada em 13/07/2016.
Share:

Online

Bandas

32 Dentes 4 Discos de Rock Baiano 4ª Ligação A Flauta Vértebra Aborígines Acanon Ádamas Almas Mortas Amor Cianeto André dias André L. R. Mendes Anelis Assumpção Antiporcos Apanhador Só Aphorism Aqui tem Rock Baiano Aurata Awaking Baiana System Bauhaus Bilic Black Sabbath Blessed in Fire Blue in the Face Boogarins Búfalos Vermelhos e a Orquestra de Elefantes Buster Calafrio Callangazoo Carburados Rock Motor Cardoso Filho Carne Doce Cartel Strip Club Cascadura Casillero Céu Charles Bukowski Charlie Chaplin Chuva Negra Cidadão Instigado Circo de Marvin Circo Litoral Cólera Dão David Bowie Declinium Derrube o Muro Desafio Urbano Desrroche Destaques dez caras do rock Documentário Downloads Du Txai e Os Indizíveis Duda Spínola Enio Entrevistas Erasy Eric Assmar Espúria Eva Karize Exoesqueleto Festival Filipe Catto Free?Gobar Fresno Fridha Funcionaface Game Over Riverside Giovani Cidreira HAO Heavy Lero Hellbenders Ifá Incubadora Sonora Ingrena Invena Inventura Irmão Carlos Ironbound Jack Doido Jackeds Jardim do Silêncio Jato Invisível Kalmia Kazagastão KZG Lançamentos Latromodem Lee Ranaldo Limbo Lírio Lo Han Locomotiva Mad Monkees Madame Rivera Mais uma Cara do Rock Baiano MAPA Marcia Castro Maria Bacana Maus Elementos Messias Modus Operandi Motherfucker Mulheres Q Dizem Sim Murilo Sá Nalini Vasconcelos Neurática Not Names Novelta O Quadro O Terno Old Stove Olhos Para o Infinito Órbita Móbile Organoclorados Os Canalhas Os Elefantes Elegantes Os Jonsóns Os Tios Overfuzz Ozzmond palco do rock Pancreas Pastel de Miolos Pesadelo Pirombeira Pitty Portal Pós-punk Prime Squad Programas Quadrinhos Rattle Resenha de discos Resenha do cd Reverendo T Reverento T Rivermann Rock Rock Baiano Rock Baiano em Alta Rock de camaçari Ronco Scambo Show Shows Shows. Cascadura Siba Singles Soft Porn Sons que Ecoam Squadro Subaquático Super Amarelo Surrmenage Tangente Teenage Buzz Tentrio Test The Baggios The Cross The Honkers The Pivos Theatro de Seraphin Thrunda Titãs Tony Lopes Tsunami Universo Variante Úteros em Fúria Vamoz! Van der Vous Vende-$e Vivendo do Ócio Wander Wildner Weise Wry

Matérias

Antigas

Mais Populares

Resenhas