Sons que Ecoam: Overfuzz (GO).*


Ha alguns anos atrás, quando fui visitar um familiar em Goiânia, tive a oportunidade de conhecer uma das cidades próximas a capital. Situada a mais ou menos duas horas de onde estava, Pirenópolis é um lugar belíssimo e tranquilo, com muito verde e inúmeras cachoeiras de diversos tamanhos, um verdadeiro refúgio para quem quer ter tranquilidade, sossego, descansar o corpo e a mente. E para quem quer gravar um disco de rock também.

Foi lá onde os goianienses da Overfuzz passaram um mês inteiro e ininterrupto para gravar o seu primeiro cd cheio, Bastard Sons of Rock'n’Roll, dentro de um sitio estúdio rodeado de uma natureza verde e rica também em fauna. O som do trio contrasta bastante com o cenário citado, mas isso chega até ser interessante por conta do processo criativo da obra, que acabou inserindo alguns aspectos vividos pelos três integrantes no dia a dia em Piri. A amizade com o dono de um bar local, a perda do sono por conta de um pseudo-morcego no forro do quarto onde dormiam, um sino de vento no fundo da casa e a total liberdade de explorar os equipamentos em mãos contribuíram muito na formação do cd. O fato de não se encontrar no meio do caos de uma metrópole, no corre-corre diário de uma grande cidade, certamente serviu para a concentração e imersão do grupo no processo de produção do disco e, talvez, também agitar a vizinhança.

Com a faixa título, a obra se inicia com uma pegada stoner swingada, com timbres e texturas de guitarra fortes, bom solo e bateria bem evidente, depois em Turning Your Beauty Into a Sickness a velocidade é aumentada com um hard rock com forte influência de Motorhead. Purple Skin é uma faixa com potencial radiofônico e tem uma cozinha mais pesada e avolumada lembrando muito o QOTSA nesse aspecto, enquanto Best Mistake, colada com a sua antecessora, surge sorrateira com uma pegada mais blues, se preparando para explodir em riffs “iommianos” em um solo de tons misteriosos. Excelente! Seeking Blood tem boas vocalizações e uma pegada mais trash e A Fuzz in a Breeze é um breve instrumental com ecos de doom que antecede a épica No Bliss, veloz como um carro em uma autobahn até a sua metade até desacelerar e chegar a um stoner doom com um solo imenso. É uma das faixas mais interessantes do álbum. You Die Tonight retoma a velocidade e segue sem parar até a faixa mais groovada do cd, Demon Eyes, que tem percussão e passagem psicodélica. Brizola é uma rápida faixa acústica que homenageia o dono do bar onde eles tomavam uma breja gelada. Evil Desires e Possum encerram muito bem o Bastard Sons of Rock’n’Roll com bastante hard rock, viradas de bateria, texturas de guitarra e baixo segurando a base de uma forma competente!

Apesar de reconhecer muita influência nesta obra, Bastard Sons of Rock'n’Roll não soa datado e nem genérico. Me faz lembrar, na verdade, a boa mistura do hard rock com a cerveja, uma combinação boa de se ter. E volto a afirmar que Goiás é um estado brasileiro no qual surgem bandas muito boas, que assimilam bem as suas referências e não receiam em deixar o pé no acelerador quando o rock é puxado. Dia desses ainda volto a visitar Pirenópolis ouvindo Overfuzz no meu headphone.

O site da banda: http://www.overfuzzbr.com/



*Matéria originalmente publicada em 05/02/2016.
Share:

Online

Bandas

32 Dentes 4 Discos de Rock Baiano 4ª Ligação A Flauta Vértebra Aborígines Acanon Ádamas Almas Mortas Amor Cianeto André dias André L. R. Mendes Anelis Assumpção Antiporcos Apanhador Só Aphorism Aqui tem Rock Baiano Aurata Awaking Baiana System Bauhaus Bilic Black Sabbath Blessed in Fire Blue in the Face Boogarins Búfalos Vermelhos e a Orquestra de Elefantes Buster Calafrio Callangazoo Carburados Rock Motor Cardoso Filho Carne Doce Cartel Strip Club Cascadura Casillero Céu Charles Bukowski Charlie Chaplin Chuva Negra Cidadão Instigado Circo de Marvin Circo Litoral Cólera Dão David Bowie Declinium Derrube o Muro Desafio Urbano Desrroche Destaques dez caras do rock Documentário Downloads Du Txai e Os Indizíveis Duda Spínola Enio Entrevistas Erasy Eric Assmar Espúria Eva Karize Exoesqueleto Festival Filipe Catto Free?Gobar Fresno Fridha Funcionaface Game Over Riverside Giovani Cidreira HAO Heavy Lero Hellbenders Ifá Incubadora Sonora Ingrena Invena Inventura Irmão Carlos Ironbound Jack Doido Jackeds Jardim do Silêncio Jato Invisível Kalmia Kazagastão KZG Lançamentos Latromodem Lee Ranaldo Limbo Lírio Lo Han Locomotiva Mad Monkees Madame Rivera Mais uma Cara do Rock Baiano MAPA Marcia Castro Maria Bacana Maus Elementos Messias Modus Operandi Motherfucker Mulheres Q Dizem Sim Murilo Sá Nalini Vasconcelos Neurática Not Names Novelta O Quadro O Terno Old Stove Olhos Para o Infinito Órbita Móbile Organoclorados Os Canalhas Os Elefantes Elegantes Os Jonsóns Os Tios Overfuzz Ozzmond palco do rock Pancreas Pastel de Miolos Pesadelo Pirombeira Pitty Portal Pós-punk Prime Squad Programas Quadrinhos Rattle Resenha de discos Resenha do cd Reverendo T Reverento T Rivermann Rock Rock Baiano Rock Baiano em Alta Rock de camaçari Ronco Scambo Show Shows Shows. Cascadura Siba Singles Soft Porn Sons que Ecoam Squadro Subaquático Super Amarelo Surrmenage Tangente Teenage Buzz Tentrio Test The Baggios The Cross The Honkers The Pivos Theatro de Seraphin Thrunda Titãs Tony Lopes Tsunami Universo Variante Úteros em Fúria Vamoz! Van der Vous Vende-$e Vivendo do Ócio Wander Wildner Weise Wry

Matérias

Antigas

Mais Populares

Resenhas